X
Menu
X

Architecture

7 bairros que você não pode deixar de conhecer em Buenos Aires.

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Portugués De Brasil, Inglés Estadounidense y Francés. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in one of the available alternative languages. You may click one of the links to switch the site language to another available language.

Buenos Aires é uma cidade muito atrativa para turistas. Por isso, preparamos uma guia para você não esquecer de visitar todos os pontos turísticos antes de ir embora.

Uma cidade muito grande, com muito o que conhecer. Se você têm poucos dias para visitar, é muito importante otimizar seu trajeto para não perder nada.

Antes de começar, 3 importantes dicas:

  • Tenha sempre dinheiro em espécie. Poucos lugares aceitam cartão com chip.
  • Compre um cartão SUBE para andar de Ônibus e Metro (Não aceitam dinheiro)
  • Vá de transporte público. Não tem UBER na cidade e há relatos de taxistas não muito agradáveis. Verifique qual linha de onibus/metrô tomar no site https://mapa.buenosaires.gob.ar/

1. Microcentro

Uma orquestra sincronizada de pessoas, carros e ônibus atravessando as ruas perfeitamente quadriculadas e compostas de uma miscelânea de edifícios clássicos e modernos ao mesmo tempo. Uma caminhada pelo microcentro é o convite e boas-vindas da cidade a qualquer turista.

Microcentro

Lugares para conhecer:

    • Calle Florida. Cafés, agências de Turismo, lojas de todos os tipos e o famoso Shopping Galerias Pacífico (Cordoba e Florida).
    • Plaza de Mayo. Os 3 “Cs” (Casa Rosada, Cabildo e Catedral) no centro político da cidade.
    • Obelisco.  O cartão postal da cidade, a selfie que você vai postar no Insta. Apesar de estar na esquina da Av Corriente com a Av 9 de Julio, a melhor forma de tirar foto é  vir da Plaza de Mayo pela Av. Presidente R. Saens Peña (vulgo Diagonal Norte). As melhores fotos são de madrugada, do meio da Avenida, mas é bom tomar cuidado.  
    • Teatro Colón. Lugar de fama mundial, construído no século XIX, é visita obrigatória para os turistas mais cultos.  Localiza-se na Av. 9 de Julio esquina com Viamonte.
    • Café Tortoni. Talvez a “Colombo” de Buenos Aires. O clássico café onde você poderá provar as deliciosas medialunas e churros em meio a um ambiente que respira tango. Encontra-se na Avenida de Mayo esq. Piedras.

COINED tour

2. Recoleta

recoleta free

Talvez a Copacabana de Buenos Aires, Recoleta é o bairro charmoso que você precisa visitar. Sentar nas mesinhas dos cafés, caminhar pelas ruas tranquilas, disfrutar de suas praças…

O bairro, de fácil acesso desde o centro, está repleto de excelentes hotéis e restaurantes, além de contar com importantes pontos turísticos da cidade.

Lugares para conhecer:

    • Avenida Santa Fé. Uma das principais avenidas da cidade, a Av Santa Fé dá acesso ao bairro da Recoleta e é praticamente um Shopping a céu aberto. Da Av 9 de Julio até a Av Callao, a rua possui lojas de grandes marcas e muitos restaurantes e cafés que servem o típico da culinária local.
    • El Ateneo. Na esquina da Av Santa Fé com a Av Callao encontra-se o antigo teatro que hoje virou uma livraria. Na cidade que respira cultura, El Ateneo é um ótimo lugar para dar uma parada, tirar uma selfie e, claro, comprar um livro em espanhol
    • Cementério de la Recoleta. Sim, é um ponto turístico. Diferente de qualquer outro cemitério que você já visitou, o Cemitério da Recoleta é um museu a céu aberto. O luxo e a grandeza dos túmulos de importantes famílias da cidade, com destaque para Evita Perón, são os destaques desse local.
    • Plaza Francia. Se você não quer visitar um cemitério, pelo menos precisa visitar a praça que o rodeia. Point da cidade, a Plaza Francia é tomada nos fins de semana por uma feira de artesanato, além de estar cercada por um Shopping e por excelentes hotéis, restaurantes e cafés.
    • La Flor y Facultad de Derecho. Pertinho da Plaza Francia, está a Faculdade de Direito da UBA, um lindo edifício que lembra a arquitetura grega (boa dica para quem estiver com pouca grana é almoçar no bandejão da facu). Ao lado da UBA está a famosa Flor da Recoleta, um monumento moderno no meio de um parque. Bom lugar para tirar fotos e tomar um sol.

Menção especial: “Helado de Dulce de Leche”no Freddo da Plaza Francia.

Flor

Ateneo

3. Palermo

Um dos maiores e mais agitados bairros de Buenos Aires, Palermo é lugar para todas as tribos. Bom para os gastadores que buscam os melhores outlets, bom para os boêmios que querem curtir na balada e bom para as famílias que querem curtir um dia de sol no parque.

IMG_7827

Lugares para conhecer:

  • Outlets. Na esquina de Gurruchaga e Aguirre (perto da Av Cordoba) estão concentrados outlets de grandes marcas internacionais e locais. O local, infestado de brasileiros, é um dos melhores lugares para renovar o guarda-roupa. Outro lugar para fazer compras é o Distrito Arcos ( Godoy Cruz e Paraguay ), novo Shopping a céu aberto de fácil acesso e cheio de outlets.
  • Bares e Restaurantes. O bairro é cheio de surpresas, com excelentes opções em qualquer esquina, mas recomendamos uma vista às principais praças do bairro, onde você terá várias boas opções para escolher sem precisar caminhar muito. A primeira parada é na Plaza Serrano (Serrano e Honduras), um lugar que funciona de dia e de noite, com muitos bares, baladas e restaurantes para “picar, tomar cerveza y bailar hasta el amanecer”. Outro lugar excelente é Las Cañitas (Arévalo e Baez) com muitos lugares para comer e tomar, que vão desde parrillas e milanesas a comida mexicana, japonesa e uma excelente cervejaria artesanal.  
  • Passeio ao ar livre. Em Palermo está o famoso Parque 3 de Febrero, que é mais um complexo de parques. Nos fins de semana os portenhos lotam esse espaço para fazer suas atividades físicas. Recomendamos alugar uma bicicleta (pública ou aí mesmo no parque) para conhecer todo o lugar. Principais pontos a visitar são o Planetário, o Rosedal, os Lagos de Palermo e o Jardim Japonês.

Menção especial: Em Las Cañitas, jantar na Fábrica de Tacos, cerveja Honey Beer na Antares e shot especial no bar Chupitos.

planetario free

4. San Telmo

Pra tirar a famosa selfie com a Mafalda você precisa visitar San Telmo, de preferência no Domingo. O bairro é típico dos artistas e dos boêmios, talvez o encontro da Lapa com Santa Tereza no Rio. Não é um dos bairros mais seguros para andar de noite, por isso recomendamos taxi nesse horário. É um bairro com muitos hostels, excelentes para jovens que não querem ficar em hotéis caros e querem fazer amizade com outros mochileiros.

mafalda

Lugares para conhecer:

  • Calle defensa. No domingo, a Calle Defensa é completamente tomada por uma feira de antiguidades, artesanatos e souvenirs. Depois del Caminito, é o melhor lugar para comprar aquela lembrancinha de Buenos Aires para seus amigos. O trajeto ideal é começar na esquina da Av Independencia com a Defensa e seguir até a Plaza de Mayo.
  • Plaza Dorrego. Localizada na esquina das Calles Humberto Primero e Defensa, essa praça é o melhor lugar para jantar e tomar uma cerveja em San Telmo. Muitas opções de restaurantes e bares que vão te servir comida típica a um preço acessível.

Menção especial:  “Brasserie Petanque” na esq. das Calles Defensa e México. Ótimo restaurante francês, porém um pouco caro.

san telmo

5. Puerto Madero

Puerto Madero é a prova que políticas públicas decentes podem transformar um bairro. Antigo porto da cidade, o local foi totalmente revitalizado pelo governo e hoje é o local mais moderno da cidade, com direito a arranha-céus e restaurantes de luxo.

puerto madero free

Lugares para conhecer:

  • Puente de la Mujer. O bairro em si é uma homenagem as mulheres, como símbolo da modernidade e da luta pela igualdade de genêro. Todas as ruas são batizadas com nomes de mulheres importantes para a história do país, e como cereja do bolo está essa bela obra de arte que une o bairro à cidade de Buenos Aires, em frente a Casa Rosada.
  • Dársenas. Vale a pena uma caminhada e um almoço pelas docas renovadas de Puerto madero. Da altura da Avenida Córdoba até a Avenida Belgrano o visual é lindo e existem vários restaurantes excelentes, porém muito caros.  Destaque para Cabaña Las Lilas (parrilla) e La Parolaccia (Comida italiana).
  • Calçadao. Para os que possuem um orçamento mais apertado, o ideal é atravessar o bairro e caminhar pelo calçadão da Laguna de los Coipos. Durante o dia, várias barraquinhas servem os típicos “choripanes” e sanduíches de Bondiola. Bom lugar para sentar ao sol e disfrutar sua comida. O trajeto ideal é pela Av. Dr. Tristán Achavál Rodriguez.
  • Casino. Breve explicação. Os cassinos são proibidos na cidade de  Buenos Aires, mas legais na Argentina. Tiveram a brilhante ideia de construir um cassino em Buenos Aires que flutua em mar argentino. Para aqueles que adoram jogar um blackjack ou apostar na roleta, o Casino de Puerto Madero é excelente.

Menção Especial:  Sanduíche de Bondiola no quiosque “La Perla” no Calçadão da Laguna. Uma abundância de carne, para gaúcho nenhum botar defeito.

puente de la mujer

6. La Boca

Esse bairro seria apenas mais um, se não fosse pelas ruas pitorescas del Caminito e pelo mítico estádio de La Bombonera. O lugar é humilde e de noite pode ser meio perigoso, por isso não recomendamos sair da zona turística. É longe, mas é muito fácil ir de ônibus: tome a linha 152, que passa na Av Santa Fé, Leandro Alem e Paseo Colón, até o final.  

caminito

Lugares para visitar:

  • Caminito. Aqui você vai tirar três fotos famosas: uma na janelinha da Havanna, uma com uma dançarina de tango e outra com o Maradona. São três ruas com muitas galerias de arte, lojinhas de souvenirs, restaurantes típicos, muito tango e um visual lindo das casas coloridas do bairro. O ideal é ir de manha, fazer um passeio, visitar a Bombonera e depois almoçar.
  • Bombonera. O estádio da “caixa de bombom” é famoso mundialmente pela pressão da torcida e pelos grandes jogadores do Club Atlético Boca Juniors. Fica a três quadras del Caminito. Você pode visitar o Museu e entrar no Estádio. Toda a informação necessária está aqui http://www.museoboquense.com/informacion-general.php. Para assistir um jogo, o mais seguro é comprar ingresso em agências de turismo ou no seu hotel. Não há venda ao público no Estádio.

bombonera

7. Barrio Chino e Monumental de Nuñez

Como última dica, um lugar um pouco mais afastado, que normalmente não aparece nos  livros turísticos, mas se você tiver tempo, vale a pena.

barrio chino

  • Barrio Chino. Eu sei, tecnicamente o Barrio Chino não é um bairro, mas sim uma região no Bairro de Belgrano. Porém, devido as suas características especiais, não poderia deixar de citar-lo. Não é um lugar muito conhecido por turistas, mas é muito visitado pelos portenhos. Devido a grande presença de imigrantes chineses na cidade, essas três ruas de Belgrano foram tomadas por lojinhas chinesas, que vendem tudo que você puder imaginar, além de deliciosos restaurantes de comida asiática. Não há muito o que conhecer, mas é um bom lugar para tirar fotos e comer, e uma boa desculpa para andar em trem. (Estação Belgrano C – Linea Mitre a Tigre).
  • Monumental de Nuñez. Se você foi de trem até o Barrio Chino, é só seguir uma estação mais (Nuñez) que você chega perto do Estádio do River Plate. Assim como a Bombonera, você pode fazer uma visita ao Museo do River e a lojinha da Adidas. Toda  info aqui http://www.cariverplate.com.ar/museo-river .

Espero que essa guia seja muito útil na sua visita à Buenos Aires. Sabemos que existem vários blogs na internet sobre a cidade, mas buscamos fazer uma lista com os lugares mais turísticos, desde o ponto de vista dos habitantes da cidade. Recomendamos usar o site www.tripadvisor.com para buscar mais informação sobre todos os lugares citados.

Gostou? Compartilha!

Faltou algo? Comente!

Quer vir a Buenos Aires estudar espanhol? Acesse Courconnect.com e encontre o curso ideal

Courconnect

Escrito por Rafael MS Lima

BUENOS AIRES