X
Menu
X

Cultural

I tested for you: Buenos Aires City Tour on Electric Bike – Bike n’Wander

Ci spiace, ma questo articolo è disponibile soltanto in Inglese Americano. Per ragioni di convenienza del visitatore, il contenuto è mostrato sotto nella lingua alternativa. Puoi cliccare sul link per cambiare la lingua attiva.

In Courconnect, we try to highlight local activities that could interest our students. Moreover, we test them to ensure the qualities of these activities!

Few weeks ago, I personally tested for you the Buenos Aires City Tour on Electric Bike! This visit, provided by the company Bike n’Wander, has for peculiarity to be dedicated to the respect of the environment. Before the tour, we are invited to bring our own bottles and gourds to participate in the reduction of plastic consumption in the world.

In this article, you will follow my route during these 3 hours, from Recoleta to Palermo Soho. Then you could find some general information about the tour as well as my personal opinion about this activity.

 

We meet Natalia, our guide for today, at 9:15 in front of the Recoleta cemetery, in the neighbourhood of the same name. After a little welcome pitch, it’s time to discover our machines! The electric bike is a trendy means of transport that you could see in more and more cities in the world because, besides being environment-friendly, it brings the advantages of the bike while limiting the physical efforts. We are also equipped with an earphone connected with Natalia’s microphone who will tell us the history of different monuments of Buenos Aires that we will see. After a little warm-up to master the bike, we are ready to pedal in the city!

 

We are learning about the history of Buenos Aires in the first minutes, we passed in front of the National Gallery and a strategic residence of General San Martin, one of the iconic characters of the Argentinian Independence. We were following the Avenida Libertador when I realized that Buenos Aires is a city perfectly adapted to the circulation of cyclists; Natalia confirmed that the city has one of the best bike-path networks of the continent. We continued to the different parks of Palermo where it is even more pleasant to cycle.

After almost 1 hour, we entered in one of the numerous polo stadiums that the city has. We also see the Argentinian Hippodrome, one of the most known of the country. Then, we go back to Plaza Italia in order to arrive quickly in Palermo Soho. Near to Plaza Serrano we discovered some pieces of street art, very present in this neighbourhood of Buenos Aires. We took time to enjoy a banana and a cereal bar generously offered by Natalia before leaving the place to continue the visit in Palermo Soho.

 

 

Already two hours passed and we go back slowly to Recoleta, appreciating the sweetness of a bike ride. On our way, we discovered a monument honouring Eva Perón, one of the icons of the country who particularly worked in the right of votes for women. We finished our 3-hours loop where we began to ride, in front of the Recoleta cemetery.

So, this 3-hours tour enables us to know two of the most important cultural neighbourhoods of Buenos Aires: Palermo and Recoleta. However, the city is huge and it exists numerous other cultural attractions.  Bike n’Wander also proposes 5-hours and 7-hours city tours with a picnic included in the last one.

I did have a pleasant morning with this City Tour in Electric Bike. It was my first time on an electric bike and the machine is rather easy to use. However, even there is assistance, you will need all your legs to ride in the city, after a 3-hours tour, you could find some signs of exhaustion! Our guide Natalia was very sympathetic, always here to help us with our bike and she knows lots of anecdotes about the city of Buenos Aires. If you would like to discover the history and the treasures of Buenos Aires in an original manner, this activity is made for you!

 

 

 

The 3-hours tour cost $49,00 whereas the 5-hours tour cost $79,00 and the 7-hours tour cost $119,00. Besides the Spanish, the tour could be dispensed in English or in Brazilian Portuguese, but don’t hesitate to enjoy this tour in Spanish in order to enhance your Spanish skills with local guides!

 

All the information you could need is on the website: http://bikenwander.com

Spanish levels : Certificates and examinations

Ci spiace, ma questo articolo è disponibile soltanto in Inglese Americano. Per ragioni di convenienza del visitatore, il contenuto è mostrato sotto nella lingua alternativa. Puoi cliccare sul link per cambiare la lingua attiva.

There are two international certificates that validate spanish as a second language.  Read this post to find out everything you need to know about them.

 

DELE (Diplomas de Español como Lengua Extranjera)

dele

The DELE Certificate is provided by Instituto Cervantes from Spain.

DELE Certificates are recognized worldwide and have great prestige, not only amongst institutions and educative authorities but also amongst the business world and chambers of commerce.

In many countries, DELE have been adopted by educational authorities and learning centers as a complimentary evaluation programmes.

The Diploma of Spanish as a Foreign Language is an official qualification, recognized by the Ministry of Education, Culture and Sport of Spain. The exams are held at the Spanish Instituto Cervantes in each country, while the correction and evaluation of all tests is done at the University of Salamanca.

 

Diplomas of Spanish as a Foreign Language (DELE) are divided into six levels:

 

– Spanish Diploma Level A1 (Breakthrough)

Certifies that the student is able to communicate using the language in a basic way in situations having to do with immediate needs or everyday situations.

 

– Spanish Diploma Level A2 (Waystage)

Certifies that the candidate can understand commonly used, everyday phrases and expressions related to areas of experience especially relevant to them (basic information about themselves, and their families, shopping, places of interest, work, etc.).

 

– Spanish Diploma Level B1 (Threshold)

Certifies candidates’ capacity to understand the gist of clear texts, in standard language, if they involve well-known topics related to work, studies or leisure. It also certifies students’ ability to deal with most situations that occur while travelling in areas where Spanish is spoken; to produce simple and coherent texts about familiar topics, or topics of personal interest; and lastly to be able to describe experiences, events, wishes and hopes, as well as to be able to briefly express opinions or explain plans.

 

– Spanish Diploma Level B2 (Vantage)

Certifies students’ ability to interact with native speakers with a sufficient degree of fluency and spontaneity to enable easy and natural communication between interlocutors; produce clear and detailed texts about diverse topics, as well as defend an opinion about general topics, expressing the pros and cons for each argument; and lastly, understand the gist of complex texts about both concrete and abstract topics, including technical texts, provided they are within the candidate’s area of expertise.

 

– Spanish Diploma Level C1 (Effective Operational Proficiency)

Certifies sufficient linguistic competence to understand a wide variety of lengthy, and somewhat demanding texts, as well as to grasp implicit meaning in the same; to express themselves fluently and spontaneously without apparent effort to find the right words; to be able to use the language flexibly and effectively for social, academic and professional purposes; and finally, to be able to produce clear, well-structured and detailed texts about topics of some complexity, correctly using mechanisms of organization, articulation and cohesion in the text.

 

– Spanish Diploma Level C2 (Mastery)

Certifies sufficient linguistic competence to communicate effectively in any situation, proving ability to spontaneously adapt to any context, with a high degree of precision. The language users show subtle control of nuances which allow for fluent and natural expression in all interactions.Para la obtención de los DELE es preceptiva la superación de una serie de pruebas de examen DELE, que se administran en todo el mundo en varias convocatorias anuales a través de una red de más de 800 centros de examen. Las pruebas están diseñadas, siguiendo el enfoque metodológico propuesto por el Marco Común Europeo de Referencia MCER, para medir distintas destrezas y habilidades lingüísticas a través de tareas prácticas de uso de la lengua y a la metodología propuesta por el Consejo de Europa para la vinculación de exámenes de competencia lingüística al MCER.

[For more details check out the official DELE website: http://www.dele.org/]

 

CELU (Certificado de Español: Lengua y Uso)

celu

CELU is the official certificate for and from Argentina.

The Certificate of Use of Language in Spanish or CELU is another internationally recognised proficiency test of Spanish as foreign language, offered by Argentina. The CELU exam is officially acknowledged by the Ministry of Education and by the Ministry of Foreign Affairs and Worship of Argentina. The examination is organized mainly by the University of Buenos Aires and National University of Cordoba. It can be taken by foreigners whose native language is not Spanish and who need to prove their level of proficiency of the language in Spanish speaking countries.

Validity

This certificate is granted by the Interuniversity Consortium for the Teaching and Testing of Spanish as a Second and Foreign Language, integrated by more than two-thirds of the Argentine National Universities. At the international level, there are mutual recognition agreements among the Brazilian, Chinese and Italian governments.

CELU certificates may be presented as proof of the level of proficiency in Spanish necessary to take a course in academic institutions or to work in private and public companies. These examinations evaluate adequate use of the language; they do not assess the candidate’s teaching competence. Thus, by no means do these examinations certify that candidates can teach Spanish as a second and foreign language.

The CELU certificate carries the candidate’s name, identity card number and nationality details, the date of the exam, the level achieved (Intermediate or Advanced) and a distinction among three assessment degrees in each level (Good, Very Good, Excellent).

In the same certificate, a description of the two levels of language use and their equivalence to levels recognized in other countries is presented as well.

 

Intermediate Level

Language users at the Intermediate level can speak and write in Spanish quite fluently and naturally, in simple family, working and social environments. They may lack accuracy when facing unknown situations or when having to express subtleties of meaning. They manage to communicate in working as well as academic contexts.

Intermediate Comparable to Levels CEFR B2 / ACTFL Advanced Low

 

Advanced Level

Language users at the Advanced level can speak and write in Spanish with ease and spontaneity in a wide range of social situations. They can use the language appropriately in working as well as academic contexts.

Advanced  Comparable to Levels CEFR C1 / ACTFL Superior

 

For more information on CELU exams, check the official website: http://www.celu.edu.ar/

>> See all courses for prepare your examen on Courconnect <<

Vida noturna em Buenos Aires

Ci spiace, ma questo articolo è disponibile soltanto in Portoghese Brasiliano, Spagnolo Europeo e Inglese Americano. Per ragioni di convenienza del visitatore, il contenuto è mostrato sotto in una delle lingue alternative disponibili. Puoi cliccare su uno dei links per cambiare la lingua del sito in un’altra lingua disponibile.

Roteiro de 7 noites na cidade mais badalada da América Latina

A cidade realmente não pára. De segunda a segunda, sempre há o que fazer na noite porteña. Fizemos uma lista bem variada para você curtir durante uma semana em Buenos Aires, enquanto conhece os melhores pontos da cidade.

Segunda-Feira: La Bomba de Tiempo

Sim, nós vamos começar pelo dia universalmente odiado por todos. Mas em Buenos Aires não há descanso, e já na segunda-feira nossa recomendação é pesada. Nada melhor que começar a semana pra cima, com o excelente espetáculo do  “La Bomba de Tiempo”.  Em um grande galpão à céu aberto, esse evento é uma explosão de ritmos no tambor, uma mistura de balada com Olodum.  

O show é muito visitado por jovens estrangeiros que querem conhecer essa famosa festa que ocorre todas as segundas-feiras na Cidade Cultural KONEX. Compre seu ingresso com antecendência no link abaixo

http://www.ticketek.com.ar/lunes-bomba-en-konex/ciudad-cultural-konex

 Terça-Feira: Noche de Tango

Para muitos brasileiros, Buenos Aires respira Tango. Na verdade não é bem assim, pois quase nenhum portenho sabe dançar ou gosta desse tipo de música, mas os espetáculos são muito bonitos e uma excelente visita para os turistas.

Tango

A variedade de opções vai de shows exuberantes, com comida e bebida incluídas, a tanguerias mais simples onde a entrada é franca. Para te ajudar a escolher a melhor opção, recomendamos o blog abaixo.

http://brasileirosporbuenosaires.com.br/5-lugares-para-assistir-shows-de-tango/

Quarta-Feira: Happy Hour no Microcentro

Meio de semana, dia de futebol, a melhor coisa é comer uma picada e tomar uma cerveja cedo. A jornada de trabalho termina entre 17 e 18h, esse é o horário ideal para curtir os melhores Happy Hours do centro da cidade. Pergunte sempre quais são as promoções do dia, para conseguir uma conta mais barata.

Happy hour free

O point é a Calle Reconquista, uma rua para pedestre recheada de bares, que no verão colocam suas mesinhas na rua. Para ser mais específico, na esquina da Reconquista com a Marcelo T. de Alvear, você encontra três ótimos bares para escolher: Pirata, Salmon e The Kilkenny.

 Quinta-Feira: PubCrawl

Na véspera do fim de semana, recomendamos um rolé agitado pela cidade. O mundialmente famoso PubCrawl é um tour noturno por bares e baladas. Junta-se um grupo de jovens, geralmente estrangeiros, que visitam até 5 locais durante a noite, com direito a acesso VIP e bebidas por conta da casa,  terminando em uma grande boate. Em Buenos Aires, o PubCrawl costuma destinar-se a KIKA ou INK, ótimos lugares para “bailar hasta que salga el sol”. É importante reservar pelo site, pois há número máximo de participantes

Dica: cuidado para não tomar demais nas primeiras paradas, senão vai ser difícil aguentar até o final!

Sexta-Feira: Plaza Serrano + Balada

Chegou o FDS e é hora de entender a rotina de balada dos argentinos. O fuso horário deles é muito diferente do Brasil, aqui as festas costumam começar as 2h da manhã e terminar na hora do café. Por isso eu recomendei o PubCrawl na quinta, para você ir aquecendo pro fim de semana haha. A melhor solução para aguentar o ritmo deles é sair para beber em um bar e depois ir direto pra balada. Recomendo o seguinte roteiro:

Primeira Parada – Plaza Serrano

Plaza serrano

Uma mini Lapa no centro de Palermo (Esquina de Honduras com Serrano), a Plaza Serrano de dia é uma feira local e de noite um point de bares, restaurantes e boates. Ideal para fazer a prévia com os amigos, comer uma pizza e tomar uma cervezita. O lugar começa a encher a partir das 21h. Alguns bons lugares para sentar-se são:

  • Tazz
  • Club Serrano
  • Brujas

Segunda Parada – Niceto Vega

Aguentou até as 2h? Está pronto pra balada? Agora caminhe (9 quadras) ou pegue um taxi até a esquina da Niceto Vega com Fitz Roy. Nessa rua você encontra pelo menos 3 baladas para escolher: Niceto Club, INK e L’Arc. Prepare-se para muita Cumbia e Reggaeton, aqui não toca MC Bin Laden nem Safadão.

night club free

Dica1:  Dresscode é rigoroso na Argentina, não vá de bermuda, camisa de time de futebol, regata, chinelo ou tênis esportivo (Adidas, Nike, Puma…).

Dica2: Se puder, procure colocar seu nome na lista de alguma balada, verifique como fazê-lo pelo FB ou página web. Quando há muita gente, é dificil de entrar.

Sábado: Las Cañitas + Costanera

Agora que você já pegou o ritmo do frevo argentino é hora de curtir o sábado a noite com estilo. A combinação vai ser: Restaurante e Bar em Las Cañitas + Balada na Costanera

Primeira Parada – Las Cañitas

Na esquina da Arévalo com a Baez, a diversão acontece. São dezenas de restaurantes e bares de todos os tipos para você começar muito bem a sua noite. Os argentinos costumam jantar as 22h. Depois de comer, vá a alguns dos bares para tomar até as 2h.

Dentre tantas opções eu listo as que eu mais gosto:

Comer – Club de la Milanesa, Fabrica de Tacos, SushiClub.

Tomar – Cervejaria Antares, Van Koning e Chupitos (Bar sensacional de shots).

Chupitos

Segunda Parada – Costanera

Na beira do Rio de La Plata, a região da Costanera concentra as boates mais exclusivas e alto nível da cidade. Se esse é seu estilo, não deixe de visitar alguma delas. O lugar é de difícil acesso, portanto você vai precisar tomar um taxi desde Las Cañitas até a boate que você quiser ir.  Devido a enorme demanda, é altamente recomendável que você verifique a programação de cada clube e, se possível, coloque seu nome na lista.

As melhores baladas são:

  • Pacha
  • JET
  • Tequila
  • Mandarine

Pacha

Domingo: Teatro na Av. Corrientes

Se você já afiou seu espanhol durante toda a semana, recomendamos terminá-la com algo mais tranquilo, um passeio pela Broadway porteña. Com cerca de 150 produções em cartaz todas as semanas, Buenos Aires se tornou uma das mais importantes cidades teatrais da América Latina. A Avenida Corrientes se ilumina como a avenida de Nova Iorque, convidando a todos a mais um espetáculo cultural.

Corrientes

Nesse link você pode conferir toda a programação teatral da cidade, para escolher a opção que mais te agrade (Compre seu ingresso com antecedência).

A minha recomendação é a peça Bajo Terapia. Uma obra de comédia muito inteligente sobre a vida em casal, promessa de risos até o final.

Depois da peça, pare para comer uma empanada e um vinho na Pizzaria Americana (Corrientes e Uruguay).

Escrito por Rafael MS Lima


Gostou da lista? Compartilhe!

Faltou algo? Comente?

Quer vir à Argentina estudar espanhol? Acesse Courconnect.com e encontre o curso ideal para você

Courconnect

Vai estudar espanhol em Buenos Aires? Veja nossas dicas!

Ci spiace, ma questo articolo è disponibile soltanto in Portoghese Brasiliano, Inglese Americano e Francese. Per ragioni di convenienza del visitatore, il contenuto è mostrato sotto in una delle lingue alternative disponibili. Puoi cliccare su uno dei links per cambiare la lingua del sito in un’altra lingua disponibile.

Após procurar, buscar e comparar, você finalmente escolheu o curso ideal de espanhol. Fez a reserva conosco na Courconnect e está pronto para embarcar em sua viagem de imersão idiomática. Nesse momento de espera, você pode estar com várias dúvidas e sem saber o que fazer e por isso viemos salvá-lo! Nesse post daremos dicas para você aproveitar ao máximo seu tempo aqui em Buenos Aires.

Image result for meme ajudar

1- Arrumar as malas!

Arrumar as malas é uma tarefa difícil, especialmente se você é daqueles que não sabe o que colocar na mala e acaba colocando TODAS as roupas. Nós não queremos que você pague excesso de bagagem e por isso te damos dicas importantes!

Buenos Aires é uma cidade com clima bastante definido, isso significa que você vai sentir bastante calor no verão, vai ter um clima ameno e com folhas caídas no outono, vai sentir frio (porém de uma maneira chique, rs) no inverno e vai ver a cidade toda colorida na primavera. Sendo assim, não adianta colocar blusa de lã se você viaja em Janeiro e você não pode esquecer dos casacos se viaja em julho. Você também pode acompanhar a previsão do tempo colocando “pronostico del tiempo Buenos Aires” no Google, isso pode te ajudar a ver como o clima está na cidade.

Image result for pronostico del tiempo buenos aires

2- Ver os documentos necessários para embarcar

Nós brasileiros não precisamos de visto para entrar na Argentina como turistas. Ao entrar no país, você receberá um visto de permanência de 90 dias, então pode ficar tranquilo que você não precisa se preocupar com isso :). Se você for entrar com seu RG, não esqueça de ver se ele tem no MÁXIMO 10 anos. Não vale entrar na Argentina com aquele seu RG de quando você tinha 2 anos, infelizmente! E se for entrar com o passaporte, lembre que ele tem que estar válido.

Image result for rg antigo

(aqui tá um exemplo de RG que não será aceito na imigração, não adianta nem chorar).

3- Ver hospedagem

Se você reservou seu curso pela Courconnect, provavelmente você já se informou sobre possibilidades de hospedagem. Nossas escolas conveniadas oferecem diversos tipos de hospedagem para você escolher (leia mais aqui). Antes de viajar, fale com a Escola para ver os detalhes da acomodação, conferir o que inclui, ver sobre traslado, conferir bem certinho o endereço da sua hospedagem no Google Maps…

Nós da Courconnect também estamos aqui para ajudá-lo e você pode contar conosco em todos os momentos! Lembre-se também que temos 10% de desconto em hostels conveniados!

Image result for hostel party

4- Aprenda mais sobre a cidade!

Já sabe onde vai ficar? Palermo, Recoleta, Belgrano, Centro…? Antes de viajar, procure mais sobre a cidade em blogs e sites para saber quais são as melhores opções! Você pode conhecer o centro e seus maravilhosos prédios históricos, jantar em Puerto Madero, fazer umas comprinhas no Barrio Chino, passear pelos parques de Palermo e tomar um delicioso helado, ir a uma peça de teatro na Avenida Corrientes, tomar café em um dos muitos cafés tradicionais da cidade…UFA! Dá pra perceber que opções não faltam, né? Você também pode fazer uma viagem de fim de semana para alguma cidade ou até mesmo para Colônia, no Uruguai. Aqui na Courconnect nós oferecemos descontos em agências de viagens parceiras! A verdade é que nós somos tão legais que você pode até trazer umas paçoquinhas para a nossa representante do Brasil #dicas.

Image result for buenos aires

5- Aproveite os benefícios da Courconnect!

Como você reparou, nós oferecemos benefícios bem legais para quem reserva o curso de espanhol conosco. Além de ganhar 10% de desconto sobre o preço oficial das escolas, você ganha:

  • Uma tarjeta SUBE para dar altos rolês pela cidade
  • Um chip com 300 mb para mandar mensagens pra todo mundo #ChamaNoZap
  • Acesso a um clube de conversação com os três primeiros drinks por nossa conta (sim, pessoal, é verdade!! #bonsdrinks por conta da Courconnect
  • Promoções especiais para quem reserva com um amigo: você ganha um presente surpresa bem legal

6- Curta a cidade ao máximo

Nós desejamos que seu tempo em Buenos Aires seja realmente maravilhoso! Uma experiência de turismo idiomático é maravilhosa em muitos sentidos. Você mergulha intensamente no idioma e na cultura de um povo, fala espanhol o tempo todo, conhece amigos de diferentes lugares do mundo e ainda ganha uma experiência maravilhosa para colocar no currículo. Além disso, você pode aproveitar para comer medialunas, alfajores, tomar mate, ir em um asado com amigos, tomar un helado de dulce de leche… (dá pra perceber que eu amo a comida argentina?). Nós da Courconnect desejamos uma experiência de imersão idiomática inesquecível! E estamos aqui para ajudá-los no que for preciso 🙂

Image result for medialuna dulce de leche

(O único propósito dessa foto é te deixar com ainda mais vontade de vir pra cá!)

Un abrazo fuerte,

Equipe Courconnect

10 filmes/séries na Netflix para praticar seu espanhol

Ci spiace, ma questo articolo è disponibile soltanto in Portoghese Brasiliano, Spagnolo Europeo, Inglese Americano e Francese. Per ragioni di convenienza del visitatore, il contenuto è mostrato sotto in una delle lingue alternative disponibili. Puoi cliccare su uno dei links per cambiare la lingua del sito in un’altra lingua disponibile.

Aprender idioma assistindo televisão é muito mais divertido. Confira nossa lista.

Muitos brasileiros estão acostumados a ver filmes americanos e criticar filmes brasileiros. (Eu me incluo nessa lista). Porquê não experimentar escolas diferentes do cinema? Fizemos uma lista de excelentes filmes e séries em espanhol que você poderá assistir agora no Netflix. Garanto que quando você terminar, vai dar um grito de independência à Hollywood e passar a apreciar filmes de outros países.

Muita gente não sabe, mas nossos hermanos fazem filmes excelentes, que frequentemente visitam o Oscar. Infelizmente as grandes produtoras não divulgam muito filmes estrangeiros no Brasil. Por exemplo, pouca ou nenhuma publicidade foi feita para o lançamento de Relatos Salvajes no Brasil, um clássico instantâneo que bateu recordes e ganhou prêmios por onde passou.  Por isso, trouxemos várias películas argentinas à nossa lista, todas com a presença de Ricardo Darín, vencedor do prêmio Goya em 2016.

1. O Segredo dos Seus Olhos

Vencedor do Oscar e do Goya de 2010, Segredo dos seus olhos é para muitos o melhor filme argentino. Não concordo com isso, pois para mim existem outros melhores, porém é inquestionável a qualidade desse filme. A história é um suspense criminal sobre um advogado que há anos busca resolver um caso de violência sexual. O enredo vai te deixar vidrado na tela do início ao fim, principalmente por seu final tão supreendente. Destaque para as atuações impecáveis de Darin e Francella.

Ver no Youtube

  • O filme foi tão bem sucedido mundialmente que Hollywood vai lançar em breve um remake com Nicole Kidman e Julia Roberts.  Trailer

2. Tese sobre um homicídio

Menos badalado, mas pra mim um suspense ainda melhor que Segredo dos seus olhos. Também com Ricardo Darin, o filme relata a história de um professor de Direito Penal que desconfia de um dos seus alunos enquanto está obsessionado por entender um crime que ocorreu em sua faculdade. O final, também surpreendente, fecha a história de forma brilhante.


Ver no Youtube

3. Um conto chinês

Para seguir na sequência de sucessos de Ricardo Darín, uma comédia que fez muito sucesso na Argentina. O filme conta a história de um dono de um ferraria que hospeda, contra sua vontade, um chinês perdido na cidade.  Um conto chinês é um filme que mostra uma realidade atual de Buenos Aires: o choque cultural do típico portenho de bairro com a invasão de chineses à cidade. O filme é lento, devido ao fato dos dois personagens serem quietos, tímidos e principalmente por não falarem o mesmo idioma. Porém os diálogos são cativantes e há um enredo meio oculto na história que se revela no fim.


Ver no Youtube

4. Elefante Branco

Para fechar a lista de filmes com Ricardo Darín, o Elefante Branco.  Uma história que lembra o enredo dos bons filmes brasileiros: escancarar a desigualdade social e o efeito da corrupção política sobre os mais vulneráveis. O filme conta a história de dois padres que, contra políticos e contra a própria Igreja, buscam mudar a realidade de uma favela local.


Ver no Youtube

5. Ocho apellidos vascos

Saindo um pouco da América Latina, recomendamos um bom filme espanhol que foi lançado há pouco tempo e, devido ao sucesso, vai ganhar uma sequência.  Ocho apellidos vascos é uma comédia que conta a história de um Andaluz que se apaixona por uma garota do país Vasco. A história decola quando ele viaja à cidade da sua amada, e as diferenças culturais entre os dois povos são ironizadas. Para se ter uma ideia, imagine a rivalidade entre Rio e São Paulo, elevada a décima potência, e adicione o sentimento nacionalista e o idioma exótico do país Vasco. Aí você começará a entender a realidade espanhola.


Ver no Youtube

6. El Cuerpo

Outro filme espanhol, El Cuerpo é um excelente suspense, que se assemelha ao Tese sobre um homicídio. O filme relata a história de um detetive que investiga a inexplicável desaparição do corpo de uma mulher. Um filme que desde a primeira cena cria um mistério e faz o telespectador tentar resolvê-lo até o final. Se esse é seu estilo de filme, não espere para dar play


Ver no Youtube

7. R.E.C.

Para fechar a lista de filmes espanhóis, um marco do gênero de Terror. Confesso que não assisti, pois não tenho coragem, mas escutei excelentes recomendações, e o filme foi muito aclamado pela crítica. REC é filmado em primeira pessoa dentro de um prédio escuro onde uma repórter de TV acompanha o resgate dos bombeiros a uma senhora doente. Aparentemente a adrelina é total durante o filme inteiro, então se você é do tipo corajoso, manda ver.


Ver no Youtube

8. Narcos

Essa dica parece inútil, já que praticamente todos os assinantes da Netflix no Brasil já assistiram a esse grande sucesso de José Padilha, com o protagonismo de Wagner Moura. Mas se você é um dos alienados que ainda não assistiu, comece a ver agora. A série alterna entre Inglês e Espanhol, mas mesmo com o sotaque um pouco marcado do Wagner, a série entra na nossa lista. Tudo o que funcionou bem em Tropa de Elite é explorado pelo diretor brasileiro para contar a história da caça à Pablo Escobar. Além de tudo, a trilha sonora também é brasileira.


Ver no Youtube

9. El patrón del mal

Para você que pulou a dica 8, porque com certeza já viu Narcos, eu te pergunto: já viu “El patrón del mal”? A série saiu antes de Narcos e foi muito elogiada pela crítica. Apesar de não ter o selo Netflix de qualidade e os recursos milionários que bancaram as cenas de ação de Narcos, El Patrón del Mal traz uma visão mais detalhada da história, com muitos mais capítulos. Os que assistiram não se arrependeram. Eu ainda não terminei, mas já aprovo.


Ver no Youtube

10. Club de Cuervos

Para fechar, mais uma excelente série da Netflix. Club de Cuervos é uma comédia mexicana que conta a história de dois irmãos, completamente opostos, que herdam um clube de futebol de seu pai. A filha, mais racional e visionária, sofre de preconceito de gênero ao ver seu irmão excêntrico ser escolhido para presidir o clube e pôr tudo a perder.  Ainda não terminei a série, mas os primeiros capítulos são bem divertidos


Ver no Youtube

Escrito por Rafael MS Lima


Gostou da lista? Compartilhe Não se esqueça de citar a fonte!

Esquecemos de algum? Comente

Quer aprender espanhol na Argentina? Acesse Courconnect.com

Courconnect

Couchsurfing: o que é e como funciona.

Ci spiace, ma questo articolo è disponibile soltanto in Portoghese Brasiliano, Spagnolo Europeo, Inglese Americano e Francese. Per ragioni di convenienza del visitatore, il contenuto è mostrato sotto in una delle lingue alternative disponibili. Puoi cliccare su uno dei links per cambiare la lingua del sito in un’altra lingua disponibile.

Se você está aqui, com certeza já ouviu dizer que alguém se hospedou DE GRAÇA na casa de outra pessoa…vamos te explicar melhor como isso funciona

CouchSurfing el sofa ideal

Couchsurfing é uma das maiores comunidades de viajantes do mundo e o primeiro que se deve saber é que não há dinheiro envolvido, o serviço é GRATUITO. Este serviço baseia-se na filosofia de ajudar o viajante a descobrir um destino, conectar-se e trocar experiências entre o anfitrião e o hóspede.

Para qualquer viajante, é basicamente uma ferramenta para encontrar um sofá (couch) de graça para ficar em qualquer destino. O conceito de sofá é amplo, há pessoas que oferecem apartamentos completos, quartos, colchões infláveis ou um espaço para colocar seu colchonete ou saco de dormir. E não acaba por aí, o verdadeiro sentido de uma viagem em Couchsurfing é de se conectar com o anfitrião e descobrir o destino junto com ele, compreendendo seu modo de vida e deixando-se guiar por ele.

* Minha primeira experiência de CouchSurfing foi quando viajei a São Pauo para praticar português após um curso intensivo. Como eu não tinha amigos na cidade, era a primeira vez que me hospedava na casa de um estranho. Isso acabou definindo para sempre minha maneira de viajar. Dennis, o anfitrião, me recebeu com mais de 50 variedades de frutas em sua geladeira porque havia lido que eu era amante de gastronomia e me fez entender que há experiências que não se podem comprar,  e ser recebido por alguém dessa maneira não tem preço….**
É importante aclarar que é possível ter um anfitrião sem a necessidade de ficar em sua casa, você pode se conectar a um viajante para que ele te mostre a cidade, faça alguma atividade juntos ou simplesmente se reúnam para tomar algo…** Quando eu viajo, uso muito o aplicativo para conseguir companheiros de corrida, tênis e sair para beber alguma coisa, é claro.

Como Funciona?

Tudo se dá desde a plataforma couchsurfing.com (e um app também). Te explico brevemente nesse artigo e também dou links complementares!
O primeiro que você deve fazer é criar uma conta em Couchsurfing.org. O importante é ter um perfil bastante completo, isso é o que os anfitriões esperam de você. Dessa maneira, você deve ser claro e descrever sua personalidade, seus gostos e preferências, o que permitirá que você tenha um bom match com o anfitrião.

Em segundo, você deve selecionar sua viagem, isso avisa aos anfitriões que você está buscando um destino específico. Do mesmo modo, o sistema te mostrará quais anfitriões possuem lugares disponíveis e você poderá entrar em contato com eles diretamente e pedir que eles te alojem por um tempo 🙂

Por terceiro, aqui começa o match making…. assim como nas plataformas de encontros virtuais, com os anfitriões e hospédes acontece o mesmo. Você deve conhecer seu anfitrião, ler seu perfil e referências para saber se é uma pessoa de confiança. Muitos têm medo de se hospedarem na casa de uma pessoa estranha e algumas mulheres podem ter receio de ficarem na casa de uma pessoa desconhecida. Isso pode ser verdade, por isso é importante ler as referências e comentários de pessoas que já foram hospedadas por anfitriões.

Pessoalmente, o que eu faço é entrar em contato por Facebook ou Whatsapp e iniciar um diálogo com a pessoa, essa é uma boa maneira de conhecer o anfitrião e tirar as dúvidas. Só tive experiências excelentes que me proporcionaram amigos em vários lugares do mundo.

Convido vocês a conhecerem o couchsurfing.org e criarem seus perfis. Se vocês tiverem alguma dúvida, podem escrever nos comentários desse post ou me adicionar em www.couchsurfing.com/ people/enzotano

5 razões para não aprender Espanhol

Ci spiace, ma questo articolo è disponibile soltanto in Portoghese Brasiliano, Spagnolo Europeo e Francese. Per ragioni di convenienza del visitatore, il contenuto è mostrato sotto in una delle lingue alternative disponibili. Puoi cliccare su uno dei links per cambiare la lingua del sito in un’altra lingua disponibile.

Você já aprendeu a se comunicar em Português na escola. Porquê estudar tudo de novo?

Convenhamos que aprender um novo idioma demanda tempo, recursos financeiros e muita força de vontade. O maior problema é que depois de aprender duas ou mais línguas você é uma pessoa totalmente diferente, com uma nova visão do mundo e com muito mais oportunidades de trabalho.

Portanto, se você quiser continuar sendo o mesmo de sempre, te apresentamos 5 aspectos negativos de quem estuda um idioma… Você com certeza vai sair correndo dos cursinhos de Espanhol

1.Oportunidades de Trabalho

Em um mercado de trabalho fácil e em ascensão como o do Brasil em 2016, o profissional que, já jovem, domina 3 ou mais idiomas tem muita dificuldade para escolher onde trabalhar. As multinacionais cada vez mais buscam bilíngues para fechar negócios no exterior, e os candidatos que possuem essas características são sufocados com tantas ofertas que acabam se deslumbrando e não dando valor ao que tem. Por outro lado, aquele que só sabe Português, vai se contentar com a primeira e única oferta que conseguir.

Business

2. Vizinhos latino-americanos

Argentino é chato demais, Peruano e Boliviano são todos iguais e de tanto assistir Narcos, todo mundo já conhece a Colômbia. Quem domina Espanhol avançado, tem o desprazer de se comunicar e conhecer nossos vizinhos, de bailar a bachata colombiana, de aprender a cozinhar o ceviche peruano e de assistir aos péssimos filmes argentinos.

Recomendamos ficar somente no Brasil, dançando funk, comendo coxinha e assistindo novela.

Latin America

Os idiomas possuem estruturas gramaticais e métodos de aprendizagem em comum. Com  um considerável tempo de estudo, você aprende a aprender, e começa a se interessar cada vez mais por novas línguas.

Portanto, quanto mais idiomas você estuda, mais facilidade você terá de aprender o próximo, assim como as drogas mais leves te abrem portas para os produtos mais pesados.

Por isso, fuja dos cursinhos, pois é um caminho sem volta!

Books

4. Viajar também é uma droga.

Quando você aprender novos idiomas, você com certeza vai querer viajar para conhecer países que falam esse idioma. E isso vicia!

Você começa a comparar tudo no seu país com o exterior, acha a comida sem graça, reclama das músicas, da infraestrutura… é um problemão.  O pior é que você contagia todos seus amigos a viajar também, levando todos para o mau caminho.

E ao voltar de uma viagem, você já começa a planejar a próxima. Vai sobrar menos grana pra gastar em roupa nova e em balada, porque você vai destinar tudo pra pagar as prestações da CVC.

Travel

5. Novos costumes

Ao aprender novos idiomas, você tende a conhecer pessoas que falam esses idiomas, pessoas de outras culturas.

Normalmente, ao entrar em contato com novas culturas, você abre sua mente para os seus próprios costumes. Você se torna mais crítico consigo mesmo, e com a sua cultura local, e passa a adotar novos hábitos, como reciclar, usar o transporte público, cozinhar menos fritura, ser gentil com as pessoas na rua…

E eu me pergunto, pra que mudar? Se Deus é brasileiro, nós nascemos perfeitos, né?

Cultura


Achou 5 razões pouco? Aqui você encontra 700 https://www.llas.ac.uk//700Reasons

Gostou? Compartilhe! Só não se esqueça de citar a fonte 

Quer aprender um idioma mesmo assim? Acesse Courconnect.com para encontrar os melhores cursos de idioma no exterior.

Locais e Pessoas Internacionais. Descobrindo uma cultura

Ci spiace, ma questo articolo è disponibile soltanto in Portoghese Brasiliano, Inglese Americano e Francese. Per ragioni di convenienza del visitatore, il contenuto è mostrato sotto in una delle lingue alternative disponibili. Puoi cliccare su uno dei links per cambiare la lingua del sito in un’altra lingua disponibile.

Descobrindo a cultura local e os destinos internacionais.

É importante mencionar que este é um artigo orgânico, atualizando-se e crescendo a medida em que eu siga viajando e trocando ideias com outros viajantes.

Foi depois de viajar e viver em diferentes países que comecei a distinguir cada vez mais as diferenças entre as culturas locais de um país e, a diferenciar os tipos de pessoas que cada um encontra de acordo com o tipo de viagem realizado.

living abroad in greece

Minha primeira experiência de vida no exterior foi na Grecia, apenas terminei o ensino médio decidi que precisava descobrir o mundo, e descobrir quem eu era *(requer um outro post) em um novo entorno. Comecei a entender o conceito de cultura de outro país no momento em que aterrizei em Atenas,  a partir do “Γεια σας”, que significa “OLÁ” em grego, até a maneira de mover-se e dos “gritos” das pessoas como forma de conversar… ao mesmo tempo que entendia este conjunto de características que faziam do grego, o grego, também comecei a entender e descobrir muitos dos aspectos da cultura do meu país, Argentina, que até então não tinha entendido que era a forma natural de comportar-se e de ser das pessoas.

Cada viagem é diferente e nos permite conectar-nos com o destino de maneira distinta, não é o mesmo que umas férias com tudo pago que uma viagem de mochileiro em Couchsurfing (couchsurfing.org), ou uma viagem de trabalho que uma viagem de estudos no exterior, outro fator mais importante é a duração da viagem e a nossa forma de conectar-nos com as pessoas.  *Vamos fazer outro post sobre “OS ESTILOS DE VIAGEM”

 amanecer en Rio de janeiro

Para enforcar no objetivo deste artigo, vou descrever o que chamo de “Locais internacionais e Locais”, e de acordo como viajamos e nossa possibilidade de conectar-nos com cada local.

No primeiro grupo, o de Locais Internacionais, estão as pessoas como eu e provavelmente iguais a você, se está lendo este artigo. Os locais internacionais são aquelas pessoas que tiveram a possibilidade de viajar e viver sozinhos no exterior, ou seja, sem contexto de amigos/ familiares em seu entorno. Os quais se viram forçados adaptar-se a cultura local, criar uma nova rotina e com um entorno social distinto. Nunca me canso de escutar e ler sobre jovens, logo de sua primeira experiência de vida em um novo país, descrevendo está imersão em uma nova cultura como a melhor experiência de suas vidas. Definitivamente uma experiência de trocas, crescimento e descobrimento interno, ao que eu denomino de convertir-se em uma Pessoa Internacional. A pessoa internacional agrupa algumas de suas características próprias e outras que vão se fortalecendo com cada experiência internacional, entre elas destaco: Maior confiança em si, tolerancia e respeito por aquilo que é diferente, adaptação as mudanças e entre outras coisas. Este desejo constante por continuar viajando e descobrindo pessoas e lugares.

São estas pessoas internacionais que quando estão em seu proprio país que denomino de “Locais Internacionais” e, em praticamente todos os casos conhecidos, mantém uma predisposição constante em ajudar àqueles viajantes que encontrem pelo caminho. São os Locais Internacionais os primeiros que vamos encontrar em qualquer viagem, já que eles também vão vir a nosso encontro. Estão nas plataformas como Couchsurfing, são os que nos alugam quartos em AIRBNB, em eventos com temáticas internacionais, em meetings de intercâmbio de idiomas ou casualmente de algum modo ou outro vão aparecer em algum momento que precisamos. São aqueles quem nos podem dar a melhor bem-vinda e fazer que os primeiros passos dentro de um novo destino sejam mais fáceis, mas é importante saber quem são os locais não internacionais, aqueles que nos fazem descubrir a cultura em sua maneira real. E é por isso que é importante entender a diferença.

Os Locais não Internacionais ou “Locais Locais”, são aquelas pessoas que não tiveram a oportunidade de uma experiência de imersão em uma nova cultura, conservam o conjunto de valores e comportamento próprios de seus países. *Variando de país em país e de classe social, mas em geral os Locais Locais mantêm sempre a mesma rotina e já tem seu próprio circulo de amizades formado, motivo o qual dificulta conhecer-los. Senão falamos o idioma local as possibilidade de conectar-se com eles se reduzem praticamente a zero. O tempo, e a interação cotidiana é a forma de interagir com os locais, e por isso as viagens que realmente te conecta com eles são viagens de estudo e viagens de trabalho, em todos os casos é necessário compartilhar atividades com os locais para conseguir conectar-se a eles.

 Ainda que adore encontrar pessoas internacionais e compartilhar experiências e trocar idéias, temos muitas características em común que nos fazem pessoas do mundo e quando quero descobrir à cultura e seus valores mais profundos a melhor maneira para fazer isso é conectando-me com os locais locais, eles representam o conjunto mais grande da sociedade e caracterizam à cultura, os fatores mais profundos, seus valores e sua forma de ver o mundo.

Ainda que possa distinguir cada vez mais claramente os tipos de sub-culturas em cada país, também é importante não se esquecer que “cada pessoa é um mundo” e que sempre vamos encontrar durante nossa viagem, pessoas fechadas com muitos mundos e pessoas locais com uma mentalidade incrível.

 Se você ja teve a oportunidade de viajar ao exterior, eu gostaria de saber sua opinião sobre as pessoas internacionais e as pessoas locais de seu país!
A arte de tomar mate

Ci spiace, ma questo articolo è disponibile soltanto in Portoghese Brasiliano, Inglese Americano e Francese. Per ragioni di convenienza del visitatore, il contenuto è mostrato sotto in una delle lingue alternative disponibili. Puoi cliccare su uno dei links per cambiare la lingua del sito in un’altra lingua disponibile.

Aprenda a não ser o boludo nas rodinhas de mate na Argentina.

Goste ou não, qualquer brasileiro que venha à Argentina algum dia terá que tomar mate. (Pelo menos se quiser se socializar com os Argentinos).

O problema é que além de ter um sabor bem particular ( demasiado amargo para muitos),  o ato de tomar mate implica um ritual super específico. E muitas vezes os brasileiros se perdem, se confundem e acabam pagando de “boludo” pra geral.

Nos inspiramos em um post do Raphael Evangelista para o BuzzFeed, para compilar uma lista de regras que todo Argentino sabe, mas que ninguém nunca te explicou:

1. Quem ceba o mate toma primeiro

Normalmente o dono da casa ou o dono do mate se voluntaria para cebar. Ele vai esquentar a água, preparar e tomar primeiro. Não estranhe se ele cuspir, é normal! A primeira dose é muito forte, e não é gostosa.

2. Quem ceba o mate é responsável por encher novamente pra todo mundo.

Não queira pagar de bacana pra fazer o mate pra galera se você não vai aguentar ficar enchendo toda hora.

Isso mesmo! O mate roda, mas a garrafa fica com a mesma pessoa. E ela é responsável por encher e por coordenar bem a distribuição (Não pode esquecer a ordem, porque dá briga).

(Faça um bonito da próxima vez, aqui um video pra aprender a cebar mate )

Ver no Youtube

3. Não pode deixar a água ferver

As pavas elétricas na Argentina já esquentam a água na temperatura certa, mas se você fizer em uma chaleira normal, não deixe a água entrar em ebulição, pois o mate é feito a aproximadamente 80 graus.

Se você colocar água fervendo no mate você vai queimar a erva, boludo!

20160316_204453230_iOS

4. Não mexa na bombilla!

Hábito frequente de brasileiros e crime para os argentinos. Quando receber o mate, tome do jeito que está. Não toque no “canudinho” e de nenhuma maneira  remexa a erva!

Se você sentir que a bombilla está entupida, avise ao cebador que ele vai dar um jeito.

Mate

5. Tome até o final, e rápido

O mate é distribuído em doses, e cada um deve tomar a sua dose e passar adiante. Não se passa o mate se ainda tiver um pouquinho de água dentro, então puxe até sentir o barulhinho de mate vazio.

Tampouco enrole muito para tomar, porque a galera da fila reclama! Se tiver quente demais espere um pouco ou avise o cebador.

6. A ordem é sagrada

Como eu disse lá em cima, toda rodinha de mate tem uma ordem, e eles seguem essa ordem direitinho. Então não tente furar fila, e se você for o cebador, não erre na hora de distribuir

20160316_205445000_iOS

7. Só agradeça quando não quiser mais

Essa regra é horrível, porque vai contra a educação que me deram haha Mas é assim…  Você não deve falar “gracias” quando receber o mate do cebador.

O “gracias” deve ser usado quando você devolve o mate pro cebador e NÃO QUER tomar mais. Funciona como um “estou satisfeito”.

8. Mate é quente, Tererê é gelado

Embora os argentinos tomem Mate no verão, é bem comum que quando faça muito calor a galera tome Tererê.  Eu acho muito mais gostoso!

Normalmente eles fazem um litrão de tang gelado de laranja, pomelo ou maça e jogam na cuia do Mate. Todas as regras do Mate se aplicam para o Tererê

Terere

9.  Mate pode ser com açúcar

O tema é polêmico, mas segundo a região da Argentina em que você está, ou de onde o cebador vem, o mate pode ser servido com açúcar.

Eu até hoje não aprendi como se coloca o açúcar, mas saiba que pode aparecer algum dia. É até mais gostoso…

Mas não se acostume a tomar com açúcar! Porque se te servirem amargo um dia e você reclamar, vai ser incômodo.
Escrito por Rafael MS Lima


Gostou? Compartilhe!

Quer vir à Argentina estudar espanhol? Acesse Courconnect e encontre o curso ideal pra você, com 10% de desconto

Courconnect

7 bairros que você não pode deixar de conhecer em Buenos Aires.

Ci spiace, ma questo articolo è disponibile soltanto in Portoghese Brasiliano, Inglese Americano e Francese. Per ragioni di convenienza del visitatore, il contenuto è mostrato sotto in una delle lingue alternative disponibili. Puoi cliccare su uno dei links per cambiare la lingua del sito in un’altra lingua disponibile.

Buenos Aires é uma cidade muito atrativa para turistas. Por isso, preparamos uma guia para você não esquecer de visitar todos os pontos turísticos antes de ir embora.

Uma cidade muito grande, com muito o que conhecer. Se você têm poucos dias para visitar, é muito importante otimizar seu trajeto para não perder nada.

Antes de começar, 3 importantes dicas:

  • Tenha sempre dinheiro em espécie. Poucos lugares aceitam cartão com chip.
  • Compre um cartão SUBE para andar de Ônibus e Metro (Não aceitam dinheiro)
  • Vá de transporte público. Não tem UBER na cidade e há relatos de taxistas não muito agradáveis. Verifique qual linha de onibus/metrô tomar no site https://mapa.buenosaires.gob.ar/

1. Microcentro

Uma orquestra sincronizada de pessoas, carros e ônibus atravessando as ruas perfeitamente quadriculadas e compostas de uma miscelânea de edifícios clássicos e modernos ao mesmo tempo. Uma caminhada pelo microcentro é o convite e boas-vindas da cidade a qualquer turista.

Microcentro

Lugares para conhecer:

    • Calle Florida. Cafés, agências de Turismo, lojas de todos os tipos e o famoso Shopping Galerias Pacífico (Cordoba e Florida).
    • Plaza de Mayo. Os 3 “Cs” (Casa Rosada, Cabildo e Catedral) no centro político da cidade.
    • Obelisco.  O cartão postal da cidade, a selfie que você vai postar no Insta. Apesar de estar na esquina da Av Corriente com a Av 9 de Julio, a melhor forma de tirar foto é  vir da Plaza de Mayo pela Av. Presidente R. Saens Peña (vulgo Diagonal Norte). As melhores fotos são de madrugada, do meio da Avenida, mas é bom tomar cuidado.  
    • Teatro Colón. Lugar de fama mundial, construído no século XIX, é visita obrigatória para os turistas mais cultos.  Localiza-se na Av. 9 de Julio esquina com Viamonte.
    • Café Tortoni. Talvez a “Colombo” de Buenos Aires. O clássico café onde você poderá provar as deliciosas medialunas e churros em meio a um ambiente que respira tango. Encontra-se na Avenida de Mayo esq. Piedras.

COINED tour

2. Recoleta

recoleta free

Talvez a Copacabana de Buenos Aires, Recoleta é o bairro charmoso que você precisa visitar. Sentar nas mesinhas dos cafés, caminhar pelas ruas tranquilas, disfrutar de suas praças…

O bairro, de fácil acesso desde o centro, está repleto de excelentes hotéis e restaurantes, além de contar com importantes pontos turísticos da cidade.

Lugares para conhecer:

    • Avenida Santa Fé. Uma das principais avenidas da cidade, a Av Santa Fé dá acesso ao bairro da Recoleta e é praticamente um Shopping a céu aberto. Da Av 9 de Julio até a Av Callao, a rua possui lojas de grandes marcas e muitos restaurantes e cafés que servem o típico da culinária local.
    • El Ateneo. Na esquina da Av Santa Fé com a Av Callao encontra-se o antigo teatro que hoje virou uma livraria. Na cidade que respira cultura, El Ateneo é um ótimo lugar para dar uma parada, tirar uma selfie e, claro, comprar um livro em espanhol
    • Cementério de la Recoleta. Sim, é um ponto turístico. Diferente de qualquer outro cemitério que você já visitou, o Cemitério da Recoleta é um museu a céu aberto. O luxo e a grandeza dos túmulos de importantes famílias da cidade, com destaque para Evita Perón, são os destaques desse local.
    • Plaza Francia. Se você não quer visitar um cemitério, pelo menos precisa visitar a praça que o rodeia. Point da cidade, a Plaza Francia é tomada nos fins de semana por uma feira de artesanato, além de estar cercada por um Shopping e por excelentes hotéis, restaurantes e cafés.
    • La Flor y Facultad de Derecho. Pertinho da Plaza Francia, está a Faculdade de Direito da UBA, um lindo edifício que lembra a arquitetura grega (boa dica para quem estiver com pouca grana é almoçar no bandejão da facu). Ao lado da UBA está a famosa Flor da Recoleta, um monumento moderno no meio de um parque. Bom lugar para tirar fotos e tomar um sol.

Menção especial: “Helado de Dulce de Leche”no Freddo da Plaza Francia.

Flor

Ateneo

3. Palermo

Um dos maiores e mais agitados bairros de Buenos Aires, Palermo é lugar para todas as tribos. Bom para os gastadores que buscam os melhores outlets, bom para os boêmios que querem curtir na balada e bom para as famílias que querem curtir um dia de sol no parque.

IMG_7827

Lugares para conhecer:

  • Outlets. Na esquina de Gurruchaga e Aguirre (perto da Av Cordoba) estão concentrados outlets de grandes marcas internacionais e locais. O local, infestado de brasileiros, é um dos melhores lugares para renovar o guarda-roupa. Outro lugar para fazer compras é o Distrito Arcos ( Godoy Cruz e Paraguay ), novo Shopping a céu aberto de fácil acesso e cheio de outlets.
  • Bares e Restaurantes. O bairro é cheio de surpresas, com excelentes opções em qualquer esquina, mas recomendamos uma vista às principais praças do bairro, onde você terá várias boas opções para escolher sem precisar caminhar muito. A primeira parada é na Plaza Serrano (Serrano e Honduras), um lugar que funciona de dia e de noite, com muitos bares, baladas e restaurantes para “picar, tomar cerveza y bailar hasta el amanecer”. Outro lugar excelente é Las Cañitas (Arévalo e Baez) com muitos lugares para comer e tomar, que vão desde parrillas e milanesas a comida mexicana, japonesa e uma excelente cervejaria artesanal.  
  • Passeio ao ar livre. Em Palermo está o famoso Parque 3 de Febrero, que é mais um complexo de parques. Nos fins de semana os portenhos lotam esse espaço para fazer suas atividades físicas. Recomendamos alugar uma bicicleta (pública ou aí mesmo no parque) para conhecer todo o lugar. Principais pontos a visitar são o Planetário, o Rosedal, os Lagos de Palermo e o Jardim Japonês.

Menção especial: Em Las Cañitas, jantar na Fábrica de Tacos, cerveja Honey Beer na Antares e shot especial no bar Chupitos.

planetario free

4. San Telmo

Pra tirar a famosa selfie com a Mafalda você precisa visitar San Telmo, de preferência no Domingo. O bairro é típico dos artistas e dos boêmios, talvez o encontro da Lapa com Santa Tereza no Rio. Não é um dos bairros mais seguros para andar de noite, por isso recomendamos taxi nesse horário. É um bairro com muitos hostels, excelentes para jovens que não querem ficar em hotéis caros e querem fazer amizade com outros mochileiros.

mafalda

Lugares para conhecer:

  • Calle defensa. No domingo, a Calle Defensa é completamente tomada por uma feira de antiguidades, artesanatos e souvenirs. Depois del Caminito, é o melhor lugar para comprar aquela lembrancinha de Buenos Aires para seus amigos. O trajeto ideal é começar na esquina da Av Independencia com a Defensa e seguir até a Plaza de Mayo.
  • Plaza Dorrego. Localizada na esquina das Calles Humberto Primero e Defensa, essa praça é o melhor lugar para jantar e tomar uma cerveja em San Telmo. Muitas opções de restaurantes e bares que vão te servir comida típica a um preço acessível.

Menção especial:  “Brasserie Petanque” na esq. das Calles Defensa e México. Ótimo restaurante francês, porém um pouco caro.

san telmo

5. Puerto Madero

Puerto Madero é a prova que políticas públicas decentes podem transformar um bairro. Antigo porto da cidade, o local foi totalmente revitalizado pelo governo e hoje é o local mais moderno da cidade, com direito a arranha-céus e restaurantes de luxo.

puerto madero free

Lugares para conhecer:

  • Puente de la Mujer. O bairro em si é uma homenagem as mulheres, como símbolo da modernidade e da luta pela igualdade de genêro. Todas as ruas são batizadas com nomes de mulheres importantes para a história do país, e como cereja do bolo está essa bela obra de arte que une o bairro à cidade de Buenos Aires, em frente a Casa Rosada.
  • Dársenas. Vale a pena uma caminhada e um almoço pelas docas renovadas de Puerto madero. Da altura da Avenida Córdoba até a Avenida Belgrano o visual é lindo e existem vários restaurantes excelentes, porém muito caros.  Destaque para Cabaña Las Lilas (parrilla) e La Parolaccia (Comida italiana).
  • Calçadao. Para os que possuem um orçamento mais apertado, o ideal é atravessar o bairro e caminhar pelo calçadão da Laguna de los Coipos. Durante o dia, várias barraquinhas servem os típicos “choripanes” e sanduíches de Bondiola. Bom lugar para sentar ao sol e disfrutar sua comida. O trajeto ideal é pela Av. Dr. Tristán Achavál Rodriguez.
  • Casino. Breve explicação. Os cassinos são proibidos na cidade de  Buenos Aires, mas legais na Argentina. Tiveram a brilhante ideia de construir um cassino em Buenos Aires que flutua em mar argentino. Para aqueles que adoram jogar um blackjack ou apostar na roleta, o Casino de Puerto Madero é excelente.

Menção Especial:  Sanduíche de Bondiola no quiosque “La Perla” no Calçadão da Laguna. Uma abundância de carne, para gaúcho nenhum botar defeito.

puente de la mujer

6. La Boca

Esse bairro seria apenas mais um, se não fosse pelas ruas pitorescas del Caminito e pelo mítico estádio de La Bombonera. O lugar é humilde e de noite pode ser meio perigoso, por isso não recomendamos sair da zona turística. É longe, mas é muito fácil ir de ônibus: tome a linha 152, que passa na Av Santa Fé, Leandro Alem e Paseo Colón, até o final.  

caminito

Lugares para visitar:

  • Caminito. Aqui você vai tirar três fotos famosas: uma na janelinha da Havanna, uma com uma dançarina de tango e outra com o Maradona. São três ruas com muitas galerias de arte, lojinhas de souvenirs, restaurantes típicos, muito tango e um visual lindo das casas coloridas do bairro. O ideal é ir de manha, fazer um passeio, visitar a Bombonera e depois almoçar.
  • Bombonera. O estádio da “caixa de bombom” é famoso mundialmente pela pressão da torcida e pelos grandes jogadores do Club Atlético Boca Juniors. Fica a três quadras del Caminito. Você pode visitar o Museu e entrar no Estádio. Toda a informação necessária está aqui http://www.museoboquense.com/informacion-general.php. Para assistir um jogo, o mais seguro é comprar ingresso em agências de turismo ou no seu hotel. Não há venda ao público no Estádio.

bombonera

7. Barrio Chino e Monumental de Nuñez

Como última dica, um lugar um pouco mais afastado, que normalmente não aparece nos  livros turísticos, mas se você tiver tempo, vale a pena.

barrio chino

  • Barrio Chino. Eu sei, tecnicamente o Barrio Chino não é um bairro, mas sim uma região no Bairro de Belgrano. Porém, devido as suas características especiais, não poderia deixar de citar-lo. Não é um lugar muito conhecido por turistas, mas é muito visitado pelos portenhos. Devido a grande presença de imigrantes chineses na cidade, essas três ruas de Belgrano foram tomadas por lojinhas chinesas, que vendem tudo que você puder imaginar, além de deliciosos restaurantes de comida asiática. Não há muito o que conhecer, mas é um bom lugar para tirar fotos e comer, e uma boa desculpa para andar em trem. (Estação Belgrano C – Linea Mitre a Tigre).
  • Monumental de Nuñez. Se você foi de trem até o Barrio Chino, é só seguir uma estação mais (Nuñez) que você chega perto do Estádio do River Plate. Assim como a Bombonera, você pode fazer uma visita ao Museo do River e a lojinha da Adidas. Toda  info aqui http://www.cariverplate.com.ar/museo-river .

Espero que essa guia seja muito útil na sua visita à Buenos Aires. Sabemos que existem vários blogs na internet sobre a cidade, mas buscamos fazer uma lista com os lugares mais turísticos, desde o ponto de vista dos habitantes da cidade. Recomendamos usar o site www.tripadvisor.com para buscar mais informação sobre todos os lugares citados.

Gostou? Compartilha!

Faltou algo? Comente!

Quer vir a Buenos Aires estudar espanhol? Acesse Courconnect.com e encontre o curso ideal

Courconnect

Escrito por Rafael MS Lima