X
Menu
X

Uncategorized

Pause no Sertanejo… Vamos bailar Bachata, Cumbia e Reggaeton?

Ci spiace, ma questo articolo è disponibile soltanto in Portoghese Brasiliano, Inglese Americano e Francese. Per ragioni di convenienza del visitatore, il contenuto è mostrato sotto in una delle lingue alternative disponibili. Puoi cliccare su uno dei links per cambiare la lingua del sito in un’altra lingua disponibile.

Aprender espanhol escutando música é muito mais divertido! Aproveita nossa lista de sucessos latino-americanos. 

A diversidade musical no Brasil é histórica. Do Samba à Bossa Nova, da MPB ao… Sertanejo Universitário.  Mas uma coisa é certa, mesmo em meio à globalização, ainda há uma enorme barreira que impede a entrada de músicas latino-americanas no Brasil. Preparamos uma playlist com os grandes sucessos recentes da Bachata, Cumbia e Reggaeton para você praticar seu espanhol enquanto baila esses ritmos calientes.

Mas antes, um questionamento. Porque será que essas músicas não chegam ao Brasil?

 i) Minha primeira hipótese era: “ As músicas brasileiras são melhores”.
Se hoje em dia gosto se mede pelo “canavial de  likes e manancial de views”, podemos facilmente descartar essa hipótese. Enquanto as músicas “top” do Brasil chegam a uma média de 100 milhões de views no Youtube (Henrique e Juliano, Luan Santana, Anitta…), os sucessos que bombam nos demais países latino-americanos alcançam facilmente marcas de 300, 500, 900 milhões de views. (Prince Royce, Romeo Santos, J Balvin, Nicky Jam…).  
Vale lembrar que a população da América Latina como um todo é estimada em 550 milhoes, sendo 200 milhões somente no Brasil. Ou seja, somos 35% da região. Portanto, fazendo uma regra de três rápida, um equilibrio em views equivaleria a:
  • 100 mi para musicas brasileiras
  • 175 mi para musicas latinas.
Claramente há um desequilíbrio entre o número de views, o que indica que, sim, as músicas latinas são mais populares em seu mercado que as melhores músicas brasileiras
ii) Segunda hipótese – “O Brasil não se adaptaria à batida das músicas latinas.”
Também não acredito que essa seja a resposta, pois alguns dos últimos sucessos no Brasil derivam de músicas ou ritmos latinos:
  • “Até Você Voltar”,  “Como é que a Gente Fica” (Henrique e Juliano) e “Saudade de Você” (Zé Felipe) fizeram muito sucesso no Brasil e possuem um ritmo fortemente influenciado pela Bachata. Logo, o brasileiro sabe apreciar essa batida mais lenta.
  • Luan Santana, Michel Teló e Lucas Lucco gravaram edições em português de grandes sucessos latinos recentes. São eles “Bailando”, “Darte un Beso” e “Propuesta Indecente”. Outra prova que o Brasileiro sabe apreciar esse ritmo.
  • O último lançamento da Funkeira Tati Zaqui, famosa pelo polêmico Parara Tim Bum, é um “Funketon”, mistura de Funk com Reggaeton.
  • O grande sucesso de Nicky Jam e Enrique Iglesias, “El Perdon”, chegou ao Brasil em sua versão em inglês e bombou nas rádios.
iii) Minha terceira e última hipotése é: “As grandes produtoras e as rádios acham que o brasileiro só gosta de música em português ou inglês, por isso barra qualquer conteúdo em espanhol”.

Se você seguiu meu raciocínio, e concorda com tudo que eu disse, abre sua mente e aproveita essa playlist que nós fizemos com os últimos sucessos latinos.

Siga as letras em espanhol e comece a bailar!

Bachata

Propuesta Indecente de Romeo Santos foi a Bachata que explodiu internacionalmente nos últimos anos. Se você não ouviu ainda, aumenta o volume e dá o play

Ver no Youtube

Darte un Beso foi regravada por Michel Teló, e os dois cantaram juntos ao vivo no Premio Billboard de Musicas Latinas de 2014.

Ver no Youtube

Eres Mia é outro sucesso do BachataStar Romeo Santos. Repare na megaprodução de seus clipes. A letra você encontra nesse link.

Ver no Youtube

Reggaeton

Talvez o Funk da América Latina, Reggaeton é o ritmo mais tocado em todas as baladas de Buenos Aires a México D.F. (Menos no Brasil).  São tantos exemplos que fica difícil mostrar apenas alguns, mas aqui vai:

Hit do verão 2016, Picky é a música chiclete que fez todo mundo aprender sua coreografia. “Metralhadora em espanhol?” haha. Acompanhe a letra nesse link.

Ver no Youtube

J Balvin faz todos bailarem em qualquer festa com Ay Vamos.  A letra está nesse link

Ver no Youtube

Travesuras foi a música caliente que conquistou todos no ano passado. Mais um grande sucesso do Nicky Jam, “Bailando” você já conhece.

Ver no Youtube

Ricky Martin você conhece, certo?  Não vale “un pasito p’adelante Maria”…  Apesar de ser muito conhecido no Brasil, nem as músicas do grande Ricky conseguem ultrapassar a nossa barreira anti-espanhol. Mordidita é seu mais recente sucesso. Cante junto com ele nesse link

Ver no Youtube

Cumbia

Viajando pro sul, temos o principal ritmo da noite rio platense. Seus vídeos não chegam aos 300 milhoes do Reggaeton ou da Bachata caribeña, mas vídeos com 50 milhões de views são um feito enorme para músicas do Uruguai, país com 3 milhoes de pessoas.

Marama e Rombai são as bandas que explodiram no verão passado, e vêm lançando um hit atrás do outro. Noche Loca foi uma música gravada pelas duas bandas juntas. Acompanhe a letra aqui.


Ver no Youtube

Maior sucesso de Marama, Loquita também chegou aos 50 milhões de views em pouco tempo. Siga a letra nesse link.


Ver no Youtube

Video que fez a banda Rombai famosa, Locuras Contigo mostra um pouco da animação uruguaia no verão. A música é rápida, mas tente acompanhar a letra aqui.


Ver no Youtube
Escrito por Rafael MS Lima


Gostou da nossa playlist? Compartilhe!

Prefere as músicas do Brasil ou de fora? Comente!

Não entendeu nada? Aprenda espanhol em 2 meses na Argentina! Busque seu curso ideal em Courconnect.com

Custo de vida em Buenos Aires

Ci spiace, ma questo articolo è disponibile soltanto in Portoghese Brasiliano, Inglese Americano e Francese. Per ragioni di convenienza del visitatore, il contenuto è mostrato sotto in una delle lingue alternative disponibili. Puoi cliccare su uno dei links per cambiare la lingua del sito in un’altra lingua disponibile.

Quando você chega em um novo país, o custo da vida cotidiana é uma das primeiras coisas que você começa a  perceber: é caro? É equivalente ao nosso país de origem?

Na Argentina, os diversos eventos políticos e financeiros modificaram consideravelmente os preços dos itens diários (alimentos, transportes, lazer …). A instabilidade dos pesos argentinos e a inflação são uma constante e é por isso que vamos atualizar este artigo regularmente. No momento em que este artigo foi escrito, ou seja, agosto de 2017, a taxa de câmbio é de 1 BRL = 5.47543 ARS e iremos mostrar os preços de diferentes produtos que você pode comprar durante sua estadia.

Alguns anos atrás, o custo de vida da Argentina era muito mais barato do que a maioria dos países da América Latina, mas a situação mudou e hoje Buenos Aires é uma das capitais mais caras para se viver. Além disso, soma-se o fato de que é ainda mais caro viver na capital do que em outras províncias.

Os preços que listamos são os de um supermercado padrão no centro de Buenos Aires. Você pode encontrar valores diferentes em outros mercados (se achar um lugar com preço mais baixo, avise a gente!)

ALIMENTOS

Frutas e vegetais

Vamos dar uma olhada na comida e especialmente nas frutas e vegetais. Usando as tabelas abaixo, você poderá ver o custo médio por produto. Obviamente que dependendo da temporada, os preços também podem sofrer modificações.

Em geral, frutas e vegetais estão em um preço bem superior aos do Brasil, afinal a Argentina não é um país tropical. O que nós recomendamos é que você procure as diferentes feiras da cidade, os preços são significativamente mais baratos!

Carne e peixe

A Argentina mantém a reputação do melhor país produtor de carne do mundo e nós concordamos! A carne é realmente melhor do que a que comemos no Brasil. Aqui estão os preços dos kg que você pode encontrar em Buenos Aires:

Recomendamos também que você compre em carnicerias, há promoções especiais e o preço também é menor!

Outros produtos

Quanto aos produtos lácteos, você vai encontrar um litro de leite por 25 pesos (4.56 BRL) em hipermercados na capital e um litro de iogurte é de atualmente de 50 pesos (9.13 BRL).

Para bebidas, a garrafa de Coca-Cola de 1.5L é vendida em hipermercado a 42 pesos (7,67 BRL), o que corresponde aproximadamente ao preço da maioria dos refrigerantes. Quanto à cerveja, geralmente é vendida em garrafas de 1L: a garrafa de Quilmes custa 46 pesos (8,40 BRL), mas os preços das cervejas dependem muito de sua qualidade e sua proveniência.

O ideal na Argentina é aproveitar a noite para tomar algo ou comer em um restaurante. É uma oportunidade para socializar, especialmente nas ruas animadas da capital. Você pode facilmente encontrar um chopp por 100 pesos (18.26 BRL) e jantar em restaurantes locais tipo churrascaria ​​por menos de 200 pesos (36.53 BRL) por pessoa. Você só precisa encontrar o endereço perfeito! É claro que há restaurantes caríssimos pela cidade, mas é possível encontrar restaurantes em que o menu sai por menos de 200 pesos e a comida é bem boa 😀

Se você tiver curiosidade e deseja ver o preço de mais produtos, recomendamos que você visite  o site do COTO.

TRANSPORTE

O custo do transporte é barato em Buenos Aires e no que diz respeito aos ônibus e metro, o preço é entre 6 e 7 pesos (1,09 BRL e 1,28) para uma viagem. Esse preço é muuuito barato, ainda mais considerando que uma passagem no Brasil está acima de 4 reais!

As passagens de ônibus também são um pouco mais em conta e os ônibus são mais confortáveis que os do Brasil. A Argentina já viveu uma fase em que o combustível era muito barato, mas as coisas mudaram bastante. O preço de um litro de gasolina na Argentina é entre 18 e 22 pesos (3,29 BRL a 4,02 BRL), dependendo do período e da cidade. Isso indica que é MUITO mais barato andar de metrô ou ônibus!

Para o táxi em Buenos Aires e nas grandes cidades, o governo estabeleceu regras tarifárias. O valor mínimo inicial da viagem é de 27,70 pesos (5,06 BRL), e há o custo de 2,77 pesos (0,18 BRL) por cada 200 metros percorridos . Estes custos aumentam 20% no período da noite (20h até 6 da manhã).

FASHION & TECHNOLOGIES

TechnologySe você desejar comprar roupas, sapatos e produtos eletrônicos, provavelmente vai se decepcionar em Buenos Aires.  Os preços são ainda mais altos nas cidades do interior! É preciso desembolsar uma boa granan se você deseja comprar em shoppings localizados em bairros nobres, como Recoleta ou Palermo. Você pode encontrar roupas mais em conta em bairros como Once ou Flores..

Para a tecnologia, os custos também são bem altos! Um telefone Android básico vale pelo menos 2000 pesos (365.39 BRL) e pode chegar até a 33 500 pesos (6120,42 BRL) para um Iphone7. Você pode ver mais sobre esses preços no site da Garbarino.

LAZER E ESPORTES

Vamos voltar aos pontos positivos da vida na Argentina: a vida cultural é muito ativa e realmente acessível! Na verdade, muitas atividades são gratuitas ou com um preço muito atraente: centros culturais e museus gratuitos, shows, teatros …

Se você deseja praticar esportes, é bem provável que o preço inicial de uma mensalidade em academia seja de  480 pesos (87,70 BRL)A média de uma mensalidade  é de 700 pesos (127,90 BRL) com acesso ilimitado + aulas grupais. Os valores dependem do bairro, da infra-estrutura e de todas as opções oferecidas pela academia.

É isso, pessoal! Tentamos dar um resumo do custo de vida na Argentina, especialmente em Buenos Aires. s. Estes preços mudam ao longo do tempo e de acordo com o preço do peso argentino e da inflação constante. Esperamos que este pequeno resumo tenha sido útil para você!

Nós esquecemos algo? Fale conosco nos comentários! 

Você gostou deste artigo? Você pode compartilhá-lo, mas não se esqueça de mencionar a fonte 😀

Equipe Courconnect

Quanto custa alugar em Buenos Aires?

Ci spiace, ma questo articolo è disponibile soltanto in Portoghese Brasiliano e Spagnolo Europeo. Per ragioni di convenienza del visitatore, il contenuto è mostrato sotto in una delle lingue alternative disponibili. Puoi cliccare su uno dei links per cambiare la lingua del sito in un’altra lingua disponibile.

<strong>A  árdua tarefa de encontrar um bom aluguel em Buenos Aires</strong>

Durante anos, a Argentina foi  vista com bons olhos por imigrantes que procuravam por uma mudança de vida fora de sua terra natal, o que transformou  Buenos Aires em uma capital de oportunidades para os recém-chegados.
A instalação na cidade não é uma tarefa fácil, considerando que a inflação aumenta todos os dias, afetando os preços dos produtos e serviços. Infelizmente, o setor imobiliário não escapa a esta realidade e buscar por um apartamento com um bom preço pode ser uma árdua tarefa.

 

Se você está se perguntando quanto custa alugar em Buenos Aires, a resposta é: depende!
Tudo vai obedecer a quão requintados são seus gostos e qual é o tamanho do imóvel que você deseja.  Na capital argentina existem inúmeros lugares onde você pode alugar, porém os preços podem variar dependendo da área.
Obviamente o lugar alugado é de vital importância quando se trata de mobilidade, pois dependendo da área selecionada, você encontrará lugares que são baratos, caros ou com altas ou baixas taxas de criminalidade.
Os preços atuais em geral na capital oscilam entre os 400- 800 dólares mensais para um estúdio; se você quiser um pouco mais de espaço, o valor pode subir para 1000 dólares e custar até 3 mil dólares se você quiser ter mais de três ambientes.

 

Image result for aluguel buenos aires
Vale a pena notar que os departamentos estrangeiros tendem a ter um custo maior, uma vez que não possuem uma garantia de propriedade (um fiador na Argentina). Além disso, não é segredo que os imigrantes sejam um bom negócio para o setor imobiliário, principalmente devido à falta de conhecimento sobre os preços e o valor real do imobiliário em pesos; pelo que muitos publicam suas ofertas nos portais em dólares americanos e não em moeda nacional.

 

Agora, o aluguel em diferentes bairros da capital federal variará conforme estabelecido anteriormente pela sua localização. Em Palermo, temos o Botanico, Palermo Chico, Palermo Hollywood, Palermo New, Palermo Soho e Palermo Viejo, onde os preços variam de 400 dólares para estúdios e 3000 dólares para aqueles com três quartos ou mais.

 

No Barrio Norte, para as localidades do Parque Las Heras, Plaza San Martín e Recoleta, o aluguel para um monoambiente (studio) é de USD 650 em média e de estúdios e de 800 dólares em diante caso para apartamentos com mais de um ambiente.Para alugar no centro, os preços oscilam entre 500 USD para um monoambiente e alugar um apartamento de três ambientes (dois quartos) pode ficar em uma média de 2000 dólares.

 

Outro bairro onde muitos buscam imóveis para viver é San Telmo, aqui os preços variam de 400 dólares para estúdios e 2 mil dólares para os que possuem 3 ou mais quartos.
Vale a pena ressaltar que esses preços são uma média de referência obtida por meio de diferentes portais de imóveis e os preços podem variar consideravelmente de acordo com diversos motivos, como época do ano, se a pessoa possui garantia imobiliária, se o prédio possui despesas muito altas e etc.

&nbsp;

&nbsp;

Em todos os casos, é preciso ter paciência, pesquisar e comparar bem as diversas ofertas de aluguel em Buenos Aires. Avalie bem o bairro, os meios de locomoção, o valor das despesas, se o apartamento é mobiliado ou não…Buenos Aires é uma cidade com muitas oportunidades e temos certeza de que você encontrará um bom lugar para viver aqui!

&nbsp;

Intro Enzo Fron Page

Abbiamo l’esperienza e conoscenza per darvi consigli e guidarvi durante la vostra esperienza argentina. Possiamo aiutarvi dal momento in cui si inizia a pianificare il vostro viaggio fino al momento del vostro volo di ritorno. Diteci quali sono i vostri obiettivi e vi aiuteremo a realizzarli.

Enzo Lubrano – Diretore