X
Menu
X

Custo de vida em Buenos Aires

Custo de vida em Buenos Aires

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Portugués De Brasil, Inglés Estadounidense y Francés. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in one of the available alternative languages. You may click one of the links to switch the site language to another available language.

Quando você chega em um novo país, o custo da vida cotidiana é uma das primeiras coisas que você começa a  perceber: é caro? É equivalente ao nosso país de origem?

Na Argentina, os diversos eventos políticos e financeiros modificaram consideravelmente os preços dos itens diários (alimentos, transportes, lazer …). A instabilidade dos pesos argentinos e a inflação são uma constante e é por isso que vamos atualizar este artigo regularmente. No momento em que este artigo foi escrito, ou seja, agosto de 2017, a taxa de câmbio é de 1 BRL = 5.47543 ARS e iremos mostrar os preços de diferentes produtos que você pode comprar durante sua estadia.

Alguns anos atrás, o custo de vida da Argentina era muito mais barato do que a maioria dos países da América Latina, mas a situação mudou e hoje Buenos Aires é uma das capitais mais caras para se viver. Além disso, soma-se o fato de que é ainda mais caro viver na capital do que em outras províncias.

Os preços que listamos são os de um supermercado padrão no centro de Buenos Aires. Você pode encontrar valores diferentes em outros mercados (se achar um lugar com preço mais baixo, avise a gente!)

ALIMENTOS

Frutas e vegetais

Vamos dar uma olhada na comida e especialmente nas frutas e vegetais. Usando as tabelas abaixo, você poderá ver o custo médio por produto. Obviamente que dependendo da temporada, os preços também podem sofrer modificações.

Em geral, frutas e vegetais estão em um preço bem superior aos do Brasil, afinal a Argentina não é um país tropical. O que nós recomendamos é que você procure as diferentes feiras da cidade, os preços são significativamente mais baratos!

Carne e peixe

A Argentina mantém a reputação do melhor país produtor de carne do mundo e nós concordamos! A carne é realmente melhor do que a que comemos no Brasil. Aqui estão os preços dos kg que você pode encontrar em Buenos Aires:

Recomendamos também que você compre em carnicerias, há promoções especiais e o preço também é menor!

Outros produtos

Quanto aos produtos lácteos, você vai encontrar um litro de leite por 25 pesos (4.56 BRL) em hipermercados na capital e um litro de iogurte é de atualmente de 50 pesos (9.13 BRL).

Para bebidas, a garrafa de Coca-Cola de 1.5L é vendida em hipermercado a 42 pesos (7,67 BRL), o que corresponde aproximadamente ao preço da maioria dos refrigerantes. Quanto à cerveja, geralmente é vendida em garrafas de 1L: a garrafa de Quilmes custa 46 pesos (8,40 BRL), mas os preços das cervejas dependem muito de sua qualidade e sua proveniência.

O ideal na Argentina é aproveitar a noite para tomar algo ou comer em um restaurante. É uma oportunidade para socializar, especialmente nas ruas animadas da capital. Você pode facilmente encontrar um chopp por 100 pesos (18.26 BRL) e jantar em restaurantes locais tipo churrascaria ​​por menos de 200 pesos (36.53 BRL) por pessoa. Você só precisa encontrar o endereço perfeito! É claro que há restaurantes caríssimos pela cidade, mas é possível encontrar restaurantes em que o menu sai por menos de 200 pesos e a comida é bem boa 😀

Se você tiver curiosidade e deseja ver o preço de mais produtos, recomendamos que você visite  o site do COTO.

TRANSPORTE

O custo do transporte é barato em Buenos Aires e no que diz respeito aos ônibus e metro, o preço é entre 6 e 7 pesos (1,09 BRL e 1,28) para uma viagem. Esse preço é muuuito barato, ainda mais considerando que uma passagem no Brasil está acima de 4 reais!

As passagens de ônibus também são um pouco mais em conta e os ônibus são mais confortáveis que os do Brasil. A Argentina já viveu uma fase em que o combustível era muito barato, mas as coisas mudaram bastante. O preço de um litro de gasolina na Argentina é entre 18 e 22 pesos (3,29 BRL a 4,02 BRL), dependendo do período e da cidade. Isso indica que é MUITO mais barato andar de metrô ou ônibus!

Para o táxi em Buenos Aires e nas grandes cidades, o governo estabeleceu regras tarifárias. O valor mínimo inicial da viagem é de 27,70 pesos (5,06 BRL), e há o custo de 2,77 pesos (0,18 BRL) por cada 200 metros percorridos . Estes custos aumentam 20% no período da noite (20h até 6 da manhã).

FASHION & TECHNOLOGIES

TechnologySe você desejar comprar roupas, sapatos e produtos eletrônicos, provavelmente vai se decepcionar em Buenos Aires.  Os preços são ainda mais altos nas cidades do interior! É preciso desembolsar uma boa granan se você deseja comprar em shoppings localizados em bairros nobres, como Recoleta ou Palermo. Você pode encontrar roupas mais em conta em bairros como Once ou Flores..

Para a tecnologia, os custos também são bem altos! Um telefone Android básico vale pelo menos 2000 pesos (365.39 BRL) e pode chegar até a 33 500 pesos (6120,42 BRL) para um Iphone7. Você pode ver mais sobre esses preços no site da Garbarino.

LAZER E ESPORTES

Vamos voltar aos pontos positivos da vida na Argentina: a vida cultural é muito ativa e realmente acessível! Na verdade, muitas atividades são gratuitas ou com um preço muito atraente: centros culturais e museus gratuitos, shows, teatros …

Se você deseja praticar esportes, é bem provável que o preço inicial de uma mensalidade em academia seja de  480 pesos (87,70 BRL)A média de uma mensalidade  é de 700 pesos (127,90 BRL) com acesso ilimitado + aulas grupais. Os valores dependem do bairro, da infra-estrutura e de todas as opções oferecidas pela academia.

É isso, pessoal! Tentamos dar um resumo do custo de vida na Argentina, especialmente em Buenos Aires. s. Estes preços mudam ao longo do tempo e de acordo com o preço do peso argentino e da inflação constante. Esperamos que este pequeno resumo tenha sido útil para você!

Nós esquecemos algo? Fale conosco nos comentários! 

Você gostou deste artigo? Você pode compartilhá-lo, mas não se esqueça de mencionar a fonte 😀

Equipe Courconnect

Share
Deja un comentario

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

A %d blogueros les gusta esto: